quinta-feira, 9 de junho de 2011

CUSTOS DA CONSTRUÇÃO NOVA CAI EM ABRIL, SEGUNDO O INE

Em Abril, a variação homóloga do Índice de Custos de Construção de Habitação Nova, no Continente, fixou-se em 1,8%, diminuindo 0,1 pontos percentuais comparativamente com a taxa observada no mês anterior, revelou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística que revela também uma aceleração dos preços de manutenção e reparação.
Segundo aquele organismo, a variação homóloga do índice de custos de construção de habitação nova, no Continente, fixou-se em 1,8% em Abril, traduzindo-se num decréscimo de 0,1 pontos percentuais (p.p.) face à observada em Março. A componente Materiais determinou a diminuição do índice agregado, passando de uma taxa de variação homóloga de 2,5% em Março para 2,1%em Abril. Esta diminuição foi atenuada pelo aumento de 0,1 p.p. na variação homóloga da componente Mão-de-Obra, tendo-se a respectiva taxa situado em 1,5%. A taxa de variação média anual fixou-se em 1,9%, menos 0,1 p.p. que em Março.
Já a taxa de variação homóloga do índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, no Continente, voltou a registar um aumento em Abril, fixando-se em 3,3%, mais 0,5 p.p. que a verificada em Março. Esta evolução do índice agregado resultou de acréscimos nas variações homólogas das duas componentes, tendo aumentado 0,9 p.p. na de Serviços e 0,2 p.p. na de Produtos, com as respectivas taxas a situarem-se em 2,0% e 4,8%.


Sem comentários:

Enviar um comentário